mapa anual de remoinhos, desde 07 de Junho de 2008
ip-location
HELP TIBETE!
opiniões sobre tudo e sobre nada...
Sábado, 11 de Outubro de 2014
Lógica distorcida

Não é estranho que as pessoas se revoltem contra as pessoas roubadas apodando-as de ingénuas, estúpidas ou outro nome qualquer pejorativo? Já me aconteceu várias vezes. Em variadas conversas, muitas pessoas acabam sempre por culpar as pessoas roubadas, enganadas… pelos erros cometidos por outras. E são pessoas de todos os extractos sociais, culturais… parece ser quase uma regra!

Conheço uma moça bem formada cuja mãe passa o tempo a encontrar-lhe defeitos. Ora, sabemos que pais mal-formados acabam sempre por criar filhos iniciados nos exemplos dados. (Já me aconteceu, enquanto professora, perceber que os filhos são o espelho dos pais e vice-versa, salvas sempre a supostas excepções.) Ora, estes que provocam situações incómodas, seja qual for a sua natureza, nas vidas de outros, são geralmente vistos como eventualmente perigosos mas quase sempre espertos e os outros, da mesma formação, acabam invariavelmente por invejá-los. Sobretudo quando escapam de julgamentos sociais e judiciais depois do mal feito. E sabemos que quem prega qualquer tipo de vigarice, conhece as leis com que se cose ou melhor conhece os interstícios da lei que lhes permite fugir ao castigo merecido. E quando o fazem, infelizmente, conseguem, de alguma forma, a colaboração da boa-fé das pessoas vigarizadas. Afinal, quem mal não tem, mal não pensa. Isto não significa que sejam menos espertas que os outros. O que acontece frequentemente, é falta de avaliação rigorosa dos vigaristas porque estes são, geralmente, manipuladores exímios. Tentam conhecer as pessoas não para as ajudarem mas para as controlarem. Todos sabemos que isto está errado, é errado. Toda a gente sabe que estas acções são condenáveis. O que não se entende é a lógica distorcida que parece afectar grande parte da nossa sociedade aquando do julgamento moral das diversas situações de vigarice. E sempre que alguém leva a melhor sobre outra, no sentido de a prejudicar, não é esperteza e muito menos inteligência, é maldade. Então porque é a que a nossa sociedade continua a condenar as vítimas em vez dos prevaricadores levando inclusive aquelas a sentirem-se diminuídas e a esconder as falcatruas? É esta lógica distorcida! E não deve ser assim. Os ladrões têm de ser julgados e metidos na prisão e não os roubados! Onde está a moral? Onde estão os valores que alicerçaram a nossa sociedade e que, ainda assim, teve sempre quem a esquartejasse? Agora, estamos a viver um ambiente social onde o roubo é quase uma constante e que mais não é do que uma versão da exploração do homem pelo seu semelhante! É isto que está errado! É o roubo que tem de ser condenado e não as pessoas roubadas! Daqui a nada estamos a chamar branco ao azul e azul ou branco… Desculpem, isto já acontece. Então o que se deve fazer? Ter a coragem de defender que merece defesa e condenar publicamente quem prevaricou. Ou vamos cobardemente pactuar com a  mudança que se está a operar violentamente na nossa sociedade, calando-nos ou concordando com exteriormente com essas pessoas mal-intencionadas? Há que falar sem medos! Não nos vão odiar mais do que já acontece se manifestarmos a nossa opinião! Se calhar desprezam-nos mais pela cobardia demonstrada!

Agora, depende da leitura de cada um e cada um faz a leitura de acordo com a sua maneira de ser. Mas uma coisa julgo que ficou clara: o roubo, tenha ele a forma que tiver, é um acto condenável, desprezível e cobarde!



publicado por fatimanascimento às 12:09
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mapa mensal desde 7 de Junho de 2008
ip-location
mais sobre mim
contador
Free Web Counters
Free Counter
Agosto 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

sociedade e desigualdade

“Vai abrir a porta, filha...

Verdade, jornalismo e… co...

Refugiados

Esquerda unida

Evolução

Eleições e pensamento

Fiadores

Nova forma de trabalho es...

Combater a natureza com a...

arquivos

Agosto 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Devemos ser mesmo maus na...

A manifestação de Braga

links
leitores on line
online
URGENTE!
www.greenpeace.pt
sapo
blogs SAPO
subscrever feeds