mapa anual de remoinhos, desde 07 de Junho de 2008
ip-location
HELP TIBETE!
opiniões sobre tudo e sobre nada...
Domingo, 6 de Setembro de 2015
Evolução

Será que podemos falar de evolução? Evoluímos mesmo? Evoluímos de que forma?

Se deitarmos um olhar pelo desfile histórico percebemos que a evolução é relativa. Se falamos de evolução temporal, essa é verdadeira, não pára, até ao final dos mesmos. Se falamos de evolução científica e tecnológica também se vê modificações. Mas evolução, do ponto de vista humano, houve?

O homem continua a olhar para fora de si e não para dentro de si. E mesmo assim não se vê grande modificação no que o rodeia. Na natureza vêem-se os efeitos negativos na natureza que são cada vez piores. A ganância humana, que é de todos os tempos, continua cada vez maior uma vez que o progresso tecnológico ajuda a isso. Não há modificação.

No aspecto político, continuamos com os sistemas antigos: democracia grega, ditadura, república ou monarquia. Todas elas defendendo a hierarquia social e os interesses de alguns homens. Se as leis se mostram ambiciosas no plano laboral, há sempre uma tendência a voltar aos tempos da política selvagem que defende os interesses dos mais ricos. Não há qualquer modificação.

Socialmente não existem modificações. Existe a mesma hierarquia medieval em que os títulos nobiliárquicos ainda prevalecem como que à espera de voltar a tempos monárquicos pelo que vivemos uma democracia disfarçada. (As revistas fazem alardo desses títulos.) Se assim acontecer, não há modificação, pois é um regresso a uma ordem social e política já conhecidas.

Economicamente falando, os mais ricos dominam os mais pobres com salários baixos incapazes de fazer face ao custo de vida aumentando assim o abismo entre ricos e pobres. E não parece haver nada a fazer nesse sentido uma vez que não há consciência ou vontade de mudar o cenário. Os mais ricos não querem abrir mão dos seus privilégios e têm que os alimentar. (Como não podem aumentar salários quando as peças de roupa, por exemplo, compradas em lojas e fabricadas em países onde os salários são muito baixos e onde as peças saem a um preço muito apelativo, e são vendidas a preços elevadíssimos?) Por outra parte, os mais pobres necessitam do dinheiro para sobreviver seja pouco ou muito pelo que se sujeitam a trabalhar em troca de salários que mais parecem esmolas.

Na escravidão também não há qualquer modificação. O homem continua a explorar o próximo seja com salários baixos seja usando-o como mercadoria. (O tráfico humano e de mão-de- obra). Há leis que o combatem mas não são suficientes  já que os resultados parecem longe do desejável. E os esquemas são cada vez mais variados e prejudicam sempre as camadas mais desfavorecidas já que são as mais desesperadas economicamente (salvas sempre as excepções que por definição são poucas e às vezes inexistentes).

Em que evoluímos então?

Será que o próprio homem tem medo da mudança? Ou serão apenas alguns, aqueles que podem perder algo com essa mudança? Não estará o problema também nas classes mais baixas que em vez de olhar para baixo e em redor do seu patamar social se limita a olhar para cima? Não será alguma imprensa culpada disso? Não serão essas publicações periódicas a nova “droga do povo” alimentando sonhos que são a continuação das histórias de príncipes e princesas que nos contaram ou lemos na nossa infância, esquecendo que o interesse desses contos é a moral da história e não as suas personagens?



publicado por fatimanascimento às 14:11
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mapa mensal desde 7 de Junho de 2008
ip-location
mais sobre mim
contador
Free Web Counters
Free Counter
Agosto 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

sociedade e desigualdade

“Vai abrir a porta, filha...

Verdade, jornalismo e… co...

Refugiados

Esquerda unida

Evolução

Eleições e pensamento

Fiadores

Nova forma de trabalho es...

Combater a natureza com a...

arquivos

Agosto 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Devemos ser mesmo maus na...

A manifestação de Braga

links
leitores on line
online
URGENTE!
www.greenpeace.pt
sapo
blogs SAPO
subscrever feeds