mapa anual de remoinhos, desde 07 de Junho de 2008
ip-location
HELP TIBETE!
opiniões sobre tudo e sobre nada...
Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010
Assalto ao barco

Conheço as preocupações dos israelitas no que respeita à segurança. Compreendo perfeitamente! Não é fácil viver numa zona rodeada de ódios. Compreendo também as ambições dos palestinianos sempre desejosos da cada vez mais distante independência. Só não compreendo os meios utilizados para conseguirem os seus fins. Não entendo como podem dois povos viver de candeias às avessas durante tantos anos, havendo terreno para todos. Quando poderão aquelas populações viver sem sobressaltos? Como podem viver no meio de tanta miséria e destruição? Como pode alguém habituar-se a este clima de insegurança? Como podem aqueles povos resistir a tanto contratempo nas suas vidas? Não sei o que os esperará, mas analisando bem a situação, parece não haver vontade de resolver a situação de modo satisfatório para as duas partes em conflito. Se há israelitas e palestinianos que se dão bem, por que não poderá isso acontecer com os restantes? Não estamos perante dois povos martirizados por tanta confusão que já perderam a noção do que é a vida sem tanto ódio e desconfiança? Será que a população se revê em representantes/facções que nada trazem de positivo às suas vidas? Não deveria a representação de ambos estar nas mãos de representantes idóneos e afastados de qualquer tipo de ambição pessoal só com o intuito de resolver o caso de forma definitiva para que os dois povos possam simplesmente seguir com as suas vidas sem qualquer tipo de temores? Será assim tão difícil encontrar pessoas assim? Alguém que pense apenas no povo e na sua vontade?

Vi e revi as imagens do assalto ao barco, vi as imagens das ruínas palestinianas, ouvi a resposta de um menino interrogado pelo jornalista e que dizia que só queria que tudo terminasse para poder voltar à escola? Quando darão ouvidos a pedidos tão simples como estes? Quando darão ouvidos àqueles que, ultrapassando ódios e outros sentimentos destrutivos, só pedem paz para poderem organizar uma vida sem sobressaltos? Não haverá também pessoas assim em ambos os lados do conflito? Afinal, a quem favorece a situação conflituosa? Que pessoas saem a ganhar com este clima? Não me parece que seja o cidadão comum… aquele que não protesta nas ruas. O que se limita a sair de casa cedo e a entrar à noite, depois de um dia de trabalho… aquele que pretende criar e manter uma família, aquele que tem sonhos desviados da violência vivida nas suas terras! É este clima de desconfiança e insegurança que leva a situações limites capazes de prejudicar quem nada tem a ver com o conflito armado. São as populações carenciadas que não vêem chegar a ajuda tão necessária interditada pelas forças armadas israelitas com medo que, atrás dessa ajuda, viesse um outro tipo de auxílio capaz de alimentar o conflito armado mantido pelo ódio. Não terá chegado a altura de dar voz aos que não estão familiarizados com o conflito? Não terá chegado o momento de educar para a paz e o respeito entre os dois povos e ignorar os que apelam à violência? Não existirão, entre os dois povos, pessoas de boa vontade?



publicado por fatimanascimento às 16:09
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mapa mensal desde 7 de Junho de 2008
ip-location
mais sobre mim
contador
Free Web Counters
Free Counter
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Só anda descalço quem que...

"Bullies" /Predadores hum...

O que é a poesia?

Monarquia versus repúblic...

Meninas mulheres

sociedade e desigualdade

“Vai abrir a porta, filha...

Verdade, jornalismo e… co...

Refugiados

Esquerda unida

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Agosto 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Devemos ser mesmo maus na...

A manifestação de Braga

links
leitores on line
online
URGENTE!
www.greenpeace.pt
sapo
blogs SAPO
subscrever feeds