mapa anual de remoinhos, desde 07 de Junho de 2008
ip-location
HELP TIBETE!
opiniões sobre tudo e sobre nada...
Segunda-feira, 29 de Junho de 2009
Medo

É o sentimento pior que alguém pode sentir. É um sentimento castrante em todos os aspectos, que não deixa ninguém evoluir. No filme “Holocausto”, um dos sobreviventes dizia para a cunhada, quando esta lhe apresentou o sobrinho, pouco depois da libertação do campo de concentração, no momento em que todos os judeus buscavam os seus familiares, que o ensinasse a não ter medo. E tem razão. Deve-se ensinar a avaliar as pessoas que têm na frente, mas não a ter medo delas. Precisam de as avaliar para se defenderem delas, mais nada. Estou a lembrar-me do caso de uma colega, que eu substituí na última escola (e única da qual pedi demissão), que ao aperceber-se do ambiente de pessoas más que a rodeavam, e depois de se fartar de aparentar aquilo que não era, para se defender, pediu destacamento por alegados problemas de saúde, deixando os colegas remoerem-se, quando descobriram que ela não era má como eles. “Essa enganou-nos bem” – ouvia-os a sussurrarem pelos cantos entre eles. Percebi que fora isso que a salvara do mesmo destino que me atingira. Avaliar, sim, pelas razões apontadas. Temos também de as ensinar a não terem medo de mostrarem as suas qualidades pelas hipotéticas invejas que elas possam despertar nos que os rodeiam. Percebendo os colegas que têm pela frente, eles saberão como defender-se, sem se questionarem sobre as suas eventuais culpas nas mudanças de atitude nos colegas. Se forem invejosos, eles sabem que terão de conviver com esse sentimento, e seguir o seu caminho, desde que eles não os prejudiquem… o que nem sempre acontece. Isto defendia eu, ao conversar com uma colega de escola que se queixava que os filhos eram boas pessoas e que, à conta disso, sofriam imenso. Mudar? Ela que nem pense nisso! Os filhos não fazem mal a ninguém, porque haveriam de mudar? Mudar revela medo, e nós não podemos esconder o valor que temos, com medo das reacções negativas que eles possam provocar nos que nos rodeiam. São pessoas que vivem para mostrar e não para ser. Aqueles que são têm forçosamente que mostrar. É deles. São eles! Não é fácil viver entre pessoas que mais dispostas estão a prejudicar-nos ou a fazer-nos sentir mal, do que a alegrarem-se com as nossas qualidades e a sentirem-se mesmo honrados por terem colegas tão boas pessoas. É um pouco como a fábula da cobra e do pirilampo que, um dia, chegou à minha mão, por e-mail, da parte de uma das poucas amigas que tenho. O pirilampo, cansado de tanta perseguição por parte da cobra, interpelou-a sobre as razões da sua perseguição ao que a cobra respondeu “Brilhas demasiado!” O medo é um sentimento que temos de ultrapassar se não quisermos ser escravos dos que nos rodeiam… e, para tal, temos de sofrer, infelizmente, as consequências e aprender a lidar com elas. E a defendermo-nos! Mas não podemos desistir!



publicado por fatimanascimento às 15:56
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mapa mensal desde 7 de Junho de 2008
ip-location
mais sobre mim
contador
Free Web Counters
Free Counter
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


posts recentes

O que é a poesia?

Monarquia versus repúblic...

Meninas mulheres

sociedade e desigualdade

“Vai abrir a porta, filha...

Verdade, jornalismo e… co...

Refugiados

Esquerda unida

Evolução

Eleições e pensamento

arquivos

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Agosto 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Devemos ser mesmo maus na...

A manifestação de Braga

links
leitores on line
online
URGENTE!
www.greenpeace.pt
sapo
blogs SAPO
subscrever feeds