mapa anual de remoinhos, desde 07 de Junho de 2008
ip-location
HELP TIBETE!
opiniões sobre tudo e sobre nada...
Quarta-feira, 27 de Março de 2013
Faltas

Faltar ao trabalho tornou-se um crime. Não interessa o motivo. É-se tratado assim. E então se essa falta estiver situada entre um feriado e um fim de semana, é o caos. As declarações passadas pelas entidades de saúde atestando a nossa presença para consulta e indicando a hora de entrada e saída serve de controlo à autoridade veladora pelo cumprimento da lei. Já há muito que tal não me acontecia. Estive a residir numa casa alugada onde, depois das grandes chuvadas, uma insinuante infiltração invadiu o teto do quarto onde dormia molhando o chão e pingando na tábua da mesa de cabeceira cujo ruído se assemelharia à tortura do pingo. Foram noites húmidas e incómodas onde nem o desumidificador fazia alguma diferença. Embora permanecesse pouco em casa, durante o dia, ao final da tarde e à noite tinha um encontro com aquele teto perlado de gotas transparentes que espelhavam o cenário em redor. Esperando impacientemente a data da mudança para outra casa com melhores condições (e mais barata) tive de me submeter àquela humidade que me provocaria uma infeção respiratória. Na sexta-feira, sentindo-me entupida, dirigi-me ao Centro de saúde da localidade queixando-me desse e doutros problemas que vinham afetando a minha saúde. À despedida, e esquecendo-me que na véspera fora feriado, pedi a declaração de presença naquela entidade de saúde. Na segunda-feira, na secretaria da escola, foi o descalabro. O problema? A lei! Primeiro, a declaração só me justificava a falta da parte da manhã. Teria de meter um artigo 102 para justificar o resto da tarde. (A sexta é o pior dia, uma vez que tenho oito hora seguidas de aulas). Até que se lembraram que a quinta-feira anterior fora feriado. Outro drama. A lei exigia um atestado. Como fora consultada nas urgências, não tinha a certeza que me passassem o pretendido atestado. Desloquei-me ao centro explicando as dificuldades levantadas na escola. Por acaso, o médico estava lá e concordou em passar o documento. A sorte, foi ter resolvido tudo da parte da manhã que tinha livre senão teria de perder outro dia para arranjar justificação para o outro. Às vezes questiono-me a razão de tanta burocracia. parece que desconfiam de nós, a arraia-miúda. Ora, quem mal não tem, mal não pensa. E isto lembrou-me um caso que se passou comigo há muitos anos, quando precisei de falar com uma determinada pessoa, bem colocada dentro de um ministério. às dez e pouco ainda não tinha chegado. Às onze, a mesma situação, Resolvia dar um pouco mais de tempo para ver se conseguiria apanhar o senhor no seu emprego. Quando voltei a telefonar, já passava das onze e meia em por azar, o senhor já tinha saído para almoçar. A partir desse momento, percebi o motivo da desconfiança: quem não cumpre, julga que os outros fazem o mesmo. Está tudo explicado!


tags: ,

publicado por fatimanascimento às 11:25
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mapa mensal desde 7 de Junho de 2008
ip-location
mais sobre mim
contador
Free Web Counters
Free Counter
Agosto 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

sociedade e desigualdade

“Vai abrir a porta, filha...

Verdade, jornalismo e… co...

Refugiados

Esquerda unida

Evolução

Eleições e pensamento

Fiadores

Nova forma de trabalho es...

Combater a natureza com a...

arquivos

Agosto 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Devemos ser mesmo maus na...

A manifestação de Braga

links
leitores on line
online
URGENTE!
www.greenpeace.pt
sapo
blogs SAPO
subscrever feeds