mapa anual de remoinhos, desde 07 de Junho de 2008
ip-location
HELP TIBETE!
opiniões sobre tudo e sobre nada...
Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2012
Espírito natalício

Estou, mais uma vez longe de casa, numa vida errante que parece não conhecer fim. Nada tenho contra esta vida, para além dos contratempos familiares e financeiros: conhecem-se novas pessoas, novas formas de trabalhar… mas foi a segunda vez que passei a época natalícia longe da família. (O ano passado, devido ao horário de 5 horas letivas que não dava para pagar as despesas da estadia forçada.) Dado o contexto socioeconómico previsto para 2013, e dada a distância e o preço astronómico da gasolina, o dinheiro poderá fazer-me falta, assim, optei por ficar.

Nestas andanças, fazem-se amizades mais ou menos resistentes à corrosão do tempo. Há pessoas com as quais criamos inexplicavelmente empatia. É uma situação agradável, pois faz-nos sentir em casa,) Aconteceu-me este ano. Por volta do dia de Natal, tive a oportunidade de convidar uma colega, também deslocada dos familiares mais próximos, e que vive sozinha, para passar a véspera e esse dia tão especial comigo. A sua resposta surpreendeu-me como um punhal cortante: “ O Natal é para passar com a família e não com estranhos”. A resposta apanhou-me completamente desprevenida. Foi o choque. Estranhos? Para mim, ela era tudo menos uma estranha! Depois, não percebi quem era ali a estranha: se eu ou ela. Cheguei à conclusão que aquela frase se aplicava a ambas. Pus-me então a pensar no conceito redutor que este país (talvez mesmo mundo) tem de família. A família não vai além dos laços familiares, mesmo quando o contacto é fraco ou mesmo inexistente. Isto cria muita solidão, principalmente, nesta época. Na minha mente, este conceito é muito mais abrangente. Talvez porque, durante a minha vida, tenha encontrado pessoas que, apesar da falta desses laços, tão sobrevalorizados, são mais amigos que a própria família. Para mim, família são todas as pessoas que se entendem entre si e se dão bem. Para mim, isto deveria ser extensível à própria humanidade. Mas, é claro, há pessoas que não pensam assim e nem sentem desta forma. E, como em tudo, há que respeitar. Infelizmente, para a própria Humanidade, há pessoas que sentem os outros diferentes. Não é o meu caso. Não será o de muitos, mas parece ser o da maioria. Quem perde é a própria humanidade, com esta mentalidade. Não há exceções. Felizmente, para mim e para a minha pequenina, a minha senhoria e o filho tornaram-se a nossa família nesta terra. (Assim pensávamos nós. Assim foi até aí) Uma família de coração. E haverá melhor do que isto? Este é o verdadeiro conceito de família, pelo menos, para mim.



publicado por fatimanascimento às 14:06
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

mapa mensal desde 7 de Junho de 2008
ip-location
mais sobre mim
contador
Free Web Counters
Free Counter
Agosto 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

sociedade e desigualdade

“Vai abrir a porta, filha...

Verdade, jornalismo e… co...

Refugiados

Esquerda unida

Evolução

Eleições e pensamento

Fiadores

Nova forma de trabalho es...

Combater a natureza com a...

arquivos

Agosto 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Devemos ser mesmo maus na...

A manifestação de Braga

links
leitores on line
online
URGENTE!
www.greenpeace.pt
sapo
blogs SAPO
subscrever feeds